O dia 12 de outubro é sempre uma festa. Presentes, brincadeiras, abraços, sorrisos e almoço em família. O Dia das Crianças é uma data especial, mas, para nós, adultos, pais e responsáveis, esta data deve ser um dia para refletirmos e renovarmos o compromisso com o futuro de quem mais amamos.

O que estamos fazendo hoje pela infância das nossas crianças, para que elas sejam pessoas adultas saudáveis e capazes? Toda criança tem o direito de brincar, de estudar e de sonhar com o próprio futuro. Sob a nossa orientação, elas precisam ter liberdade para realizar suas atividades, brincadeiras e questionar sobre as coisas mundo.

Esse processo de crescimento e aprendizado não pode sofrer interferências negativas, como abusos, maus-tratos e trabalho precoce.

A infância não é uma simples fase da vida de um infanto-juvenil, que passa despercebida. É um período que ajuda na formação da estrutura da nossa personalidade. Estudos apontam que, dependendo das experiências que uma criança vive durante a infância, ela pode se tornar um adulto com capacidades e comportamentos melhores ou piores. As alegrias, as tristezas e os traumas são guardados na memória e os sentimentos vividos em cada momento, bom ou ruim, ajudam a construir o caráter e a personalidade.

Nos cinco anos como presidente da Frente Parlamentar Contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, eu aprendi que não basta proteger a criança somente da violência sexual, é preciso defender a infância como um todo. E essa defesa significa assegurar-lhe o direito de aproveitar da melhor maneira possível essa importante fase da vida, em que ela está construindo sua personalidade.

Qualquer tipo de violência poderá afetar de forma brutal e definitiva o futuro dela como pessoa adulta.

Por isso, eu reforço: se alguém estiver tirando o sorriso de uma criança, seja dentro ou fora de casa, ou pela internet, é preciso denunciar o criminoso às autoridades. Ligue para o Disque 100! Porque um trauma deixa marcas permanentes na vida do ser humano.

Por fim, para que tenhamos em nossa sociedade adultos capazes e confiantes, é preciso proteger a infância desde já.

Um abraço a todas crianças do Brasil.

 

*ROBERTO ALVES, deputado federal e presidente da Frente Parlamentar Contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, da Câmara dos Deputados