ATIVIDADE PARLAMENTAR

Deputado Roberto Alves tem cem por cento de produtividade, aponta pesquisa

O avanço da pandemia no Brasil e as medidas urgentes de isolamento social obrigaram todos os setores a buscar soluções alternativas para continuar produzindo. Foi o que aconteceu também no Poder Legislativo federal. Em março, a Câmara dos Deputados transformou as sessões de Plenário em sessões remotas e, a despeito do modo virtual, os parlamentares tiveram que trabalhar ainda mais para acelerar a análise das pautas urgentes e ajudar o Brasil a enfrentar a crise sanitária, social e econômica que surgiu em meio ao Covid-19.

Desde quando o sistema remoto foi implantado, o deputado federal Roberto Alves (Republicanos-SP) vem intensificando o seu trabalho na Câmara dos Deputados, juntamente com a bancada republicana. O resultado é um aumento coletivo de produtividade, por meio do trabalho remoto. Foram apresentados 650 projetos de lei, dos quais 111 foram analisados pelo Plenário virtual da Câmara. Desse total, 37 foram sancionados e transformados em leis, a maioria acelerando a destinação de recursos da União para setores específicos da sociedade.

Ausência ZERO

Ao longo desta pandemia, duas pesquisas indicaram a alta produtividade do deputado federal Roberto Alves. Na última semana, um estudo feito pelo laboratório digital MDados, com base nas informações do Portal de Transparência da Câmara dos Deputados, apontou que ele é um dos parlamentares mais participativos.

Clique aqui e confira a pesquisa da MDados

De acordo com a pesquisa, Roberto Alves está entre os 66 deputados federais que não faltaram a nenhuma das 84 sessões remotas realizadas entre os meses de março e agosto. Em maio, uma pesquisa feita pelo jornalismo de dados do site G1 já havia comprovado cem por cento de assiduidade às sessões virtuais.

Roberto Alves afirmou que assiduidade e produtividade não podem ser privilégios de um parlamentar, mas uma obrigação e um compromisso com o povo. “Se fui eleito pelo estado de São Paulo para representá-lo, eu tenho a obrigação de continuar trabalhando. Não posso esmorecer e nem cruzar os braços diante de uma crise que estamos enfrentando. Vou continuar trabalhando com a mesma força e entusiasmo até vencermos a Covid-19 e superamos todas as crises deixadas por esta pandemia”, frisou o parlamentar.

Outras Notícias

Comentários