REUNIÃO DE RELANÇAMENTO

Frente Parlamentar de combate ao abuso sexual infantil reúne ministra e deputados republicanos

A Frente Parlamentar Contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi reinstalada nesta quarta-feira (27), na Câmara dos Deputados, em Brasília. O colegiado segue sob a presidência do deputado federal Roberto Alves (PRB-SP) e com a vice-presidência da deputada federal Rosangela Gomes (PRB-RJ).

O evento realizado no Auditório Freitas Nobre contou com a presença da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, e de parlamentares republicanos, entre eles, o presidente nacional do PRB e vice-presidente da Câmara, deputado Marcos Pereira; a presidente do PRB Mulher Nacional, deputada federal Rosangela Gomes; os deputados federais Vavá Martins, Celso Russomanno, Vinicius Carvalho, Júlio César, e a deputada federal Maria Rosas, além do presidente da Fundação Republicana Brasileira (FRB), Renato Junqueira.

Estudantes da Escola Classe 113 Norte, de Brasília, foram convidados para a reunião. Acompanhados do deputado Roberto Alves, o grupo percorreu os corredores da Câmara carregando cartazes, chamando a atenção do público para o tema abuso sexual infantil. No auditório, eles receberam exemplares do gibi Robertinho e Sua Turma.

Apoio Político

A ministra Damares Alves elogiou o trabalho realizado pela Frente Parlamentar nos últimos anos. Para ela, o colegiado terá o desafio ainda maior de atuar em um tema que incomoda muitas famílias. “Há quem diga que nunca venceremos a pedofilia, porque ela faz parte da cultura do povo brasileiro. Eu rejeito esta afirmação”. E pediu o apoio dos parlamentares. “Eu vou precisar muito do apoio desta Frente Parlamentar. Nós já contamos com o apoio do PRB, mas precisamos, agora, do apoio de todos os parlamentares. Eu desejo muito sucesso a esta Frente Parlamentar e muita força ao senhor, deputado Roberto Alves, porque irão atacá-lo por defender esta causa”.

O presidente Marcos Pereira também parabenizou o deputado Roberto Alves pela iniciativa e destacou a importância de falar sobre a violência sexual infantil nas escolas. “Não podemos falar de abuso sexual sem envolver o contexto geral da educação. Este assunto não pode continuar obscuro. Quanto mais a sociedade falar, melhor para as nossas crianças”, afirmou.

A deputada Rosangela Gomes agradeceu pelo convite para ser vice-presidente do colegiado, em seguida destacou o papel dos conselheiros tutelares e a importância deles no combate à violência sexual infantil. “Eu faço um apelo para possamos olhar pelos conselheiros tutelares. Muitos estão renunciando os seus mandatos, por conta das ameaças constantes, pela falta de segurança e de estrutura”, alertou.

O presidente da Frente Parlamentar, deputado Roberto Alves, esclareceu que o objetivo é principalmente levar informação à sociedade, porque a informação ainda é a melhor arma contra a violência sexual. “O mais importante é incentivar as pessoas a denunciar ao Disque 100, porque sem a denúncia, não há como as autoridades investigarem. O silêncio não pode favorecer o medo e a impunidade”, afirmou.

Robertinho e Sua Turma

O relançamento da Frente Parlamentar foi palco para o lançamento da segunda edição do gibi Robertinho e Sua Turma. A publicação é um projeto pedagógico que utiliza as histórias em quadrinhos para ensinar as crianças sobre o que é o abuso sexual e principalmente encorajá-las a denunciar, seja como vítimas, seja como testemunhas.

Debate

Após a fala dos parlamentares, a Frente Parlamentar promoveu o primeiro debate sobre o abuso sexual infantil na internet. Estiveram presentes a titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) da Polícia Civil do Distrito Federal, delegada Ana Cristina Santiago; o integrante da Unidade de Repressão a Crimes de Ódio e Pornografia Infantil pela Internet da Polícia Federal, o agente Martinho Franco; a componente do Grupo de Trabalho Educação para a Paz da Secretaria de Educação do Distrito Federal, Paula Ribeiro; a diretora da Escola Classe 113 Norte, Silene Rubim, o inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Igor Carvalho; e a psicóloga Alessandra Inês Areias.

Outras Notícias

Comentários