SAÚDE DA MULHER E DA CRIANÇA

Roberto Alves vistoria a nova estrutura da ala neonatal do CAISM/UNICAMP

Deputado Roberto Alves observa as incubadoras na ala da UTI neonatal do CAISM

Deputado Roberto Alves conversou com a equipe médica do CAISM

O deputado federal Roberto Alves (PRB-SP) visitou, nesta segunda-feira (8), a UTI neonatal do Centro de Atendimento Integrado à Saúde da Mulher (CAISM) da Unicamp, em Campinas/SP. A ala foi reestruturada e conta com equipamentos novos, adquiridos com recursos federais captados pelo deputado Roberto Alves, por meio de emendas parlamentares.

Roberto Alves encaminhou R$ 2,3 milhões ao CAISM, dos quais R$ 1,5 milhão estão sendo empregados no plano de reestruturação do hospital.

O superintendente do CAISM, Dr. Luis Otávio Sarian, explicou que a instituição investiu R$ 500 mil em equipamentos. Foram adquiridos 10 aparelhos de fototerapia, 9 berços aquecidos, e 6 incubadoras, além de 3 cardiotocógrafos, que estão no centro obstétrico. “A população já está sendo atendida com a nova estrutura”, destacou.

Além disso, o CAISM irá investir R$ 1 milhão na reforma do Pronto-Atendimento, para que os pacientes vítimas de abuso sexual sejam atendidos de maneira rápida e privativa. “Vamos reestruturar as salas de atendimento, de enfermagem, de exames, entre outras, para que o paciente receba um atendimento diferenciado, discreto, a fim de minimizar o constrangimento durante o atendimento médico”, explicou Sarian.

Superintendente do CAISM, Dr. Luis Otavio Sarian: recursos captados por Roberto Alves estão sendo investidos em modernização

O deputado Roberto Alves parabenizou a direção do CAISM pelo trabalho que vem sendo realizado em favor da população. Ele garantiu que continuará captando mais recursos junto ao Governo Federal, a fim de contribuir mais com o plano de reestruturação. “Junto com a bancada do PRB, estamos trabalhando para que o repasse de recursos federais seja menos burocrático. A saúde pública tem pressa”, disse.

O CAISM é referência no estado de São Paulo em neonatologia, ginecologia, obstetrícia e no tratamento do câncer de mama. A instituição é mantida majoritariamente com recursos da Unicamp, do SUS, além de doações e repasses por meio de emendas parlamentares. O CAISM recebe pacientes de mais de 40 cidades paulistas e do Rio de Grande do Sul, totalizando mais de 90 mil atendimentos por ano e 600 internações por mês.

Outras Notícias

Comentários